- Polícia

Preso suspeito de homicídio e clonar veículos para transportar drogas

Um homem de 33 anos foi preso suspeito de integrar uma organização criminosa envolvida com roubo e clonagem de veículos, que eram utilizados para transportar drogas no Amazonas. Laerte Maciel Lopes Júnior, conhecido como “Catatau”, também responde pelo crime de homicídio. A prisão ocorreu na tarde de segunda-feira (29), no bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus.

Após um ano de investigações, equipes da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos de Veículos (Derfv), com apoio do 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP), interceptaram o suspeito dentro de uma caminhonete na Avenida Noel Nutles.

“Efetuamos a prisão dele portando a arma de fogo calibre 380, de uso restrito com numeração suprimida e munições. Ele tentou fugir, mas conseguimos interceptá-lo”, disse o delegado da Derfv, Cícero Túlio.

De acordo com ele, cabia a Laerte Maciel a função de esconder os tabletes de entorpecentes dentro das portas dos carros clonados. As “encomendas” eram enviadas para os bairros Novo Israel, na Zona Norte e Flores na Zona Centro-Sul.

“Temos informações que ele estaria preparando veículos para encaminhar para o interior do estado, para Tabatinga e São Gabriel da Cachoeira. Além disso, possivelmente para Colômbia. As investigações vão prosseguir para confirmar e prender outros envolvidos”, contou Túlio.

 

 

O delegado apontou ainda que cada membro da organização tinha uma função específica. Uma pessoa roubava os veículos, outra realizava a adulteração da identificação. “Laerte fazia a preparação dos veículos, colocando drogas nos forros das portas e encaminhava pro interior, via barco, por outras pessoas”, afirmou.

Para a polícia, o suspeito disse que não pertencia a nenhuma facção criminosa. Entretanto, investigações apontam que ele era parceito de um homem, que foi preso no dia 19 de outubro.

O suspeito estava em liberdade assistida e usa tornozeleira eletrônica. Ele foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e será encaminhado para audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, na Zona Sul de Manaus.

Homicídios
O suspeito responde a três homicídios. De acordo com a polícia, o primeiro ocorreu no dia 16 de abril de 2009, no bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus. Ele é suspeito de matar uma mulher por asfixia.

Ele também responde ao duplo homicídio de uma mulher e do filho dela. O crime ocorreu dia 22 de dezembro de 2012, no bairro São Francisco, Zona Sul de Manaus.

“Ele é um velho conhecido da Polícia Civil. Responde a um homicídio em 2009 e um duplo Homicídio em 2012. Ele andou envolvido em organizações criminosas, o que culminou em sua residência metralhada por duas vezes, há 3 meses, em razão de disputa criminosas”, explicou o delegado.

Ele também responde por roubo qualificado e tráfico de drogas, de acordo com a polícia.

Durante a coletiva, Laerte Maciel informou que não tem envolvimento com o tráfico de drogas, com os homicídios ou com a organização que clonava veículos.

“A arma não era minha não e tá aí no que deu. Ela não estava comigo. É mentira, já fui envolvido com tráfico, mas não sou mais. Não tenho envolvimento com essa quadrilha de carro. Também não tenho nada a ver com essas mortes, ninguém conseguiu provar nada, foi um fato que aconteceu tá rolando na Justiça. Eu trabalho na construção civil”, disse o Laerte.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *