- Últimas Notícias

Consumo médio anual de gás natural registra melhor desempenho em 10 anos de operação da Cigás

Apesar dos efeitos econômicos atribuídos à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o consumo médio de gás natural no Amazonas, em 2020, alcançou o melhor patamar em 10 anos de operação da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás). O volume de gás natural demandado, nos últimos 12 meses, atingiu a média de 4,9 milhões de m³/dia, conforme dados divulgados pela concessionária.

Este valor representa alta de 6,7% frente ao volume comercializado em 2019, quando foram registrados 4,6 milhões de m³/dia. Em se tratando apenas do mês de dezembro de 2020, o consumo registrado foi de 5,1 milhões de m³/dia.

No acumulado do ano, o consumo médio de gás natural pelo segmento industrial obteve destaque com crescimento de 30% em relação a 2019. O volume comercializado pelas unidades industriais contratadas no ano foi de 129 mil m³/dia, o que propiciou o funcionamento de mais de 50 empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM).

Maior demandante do gás natural distribuído e comercializado pela Cigás, o segmento termelétrico consumiu 4,8 milhões de m³/dia em 2020 ante os 4,5 milhões de m³/dia do ano anterior. O aumento do consumo pelas usinas termelétricas localizadas na capital e no interior contribuiu para o resultado registrado em 2020. Além de Manaus, também são beneficiados com o serviço de distribuição feito pela Cigás os municípios de Anamã, Anori, Caapiranga, Coari e Codajás.

A média anual do volume comercializado de gás natural para os segmentos veicular e comercial atingiu 12,2 mil e 2,5 mil metros cúbicos/dia, respectivamente. Atualmente, são mais de 140 estabelecimentos comerciais e três postos de combustíveis beneficiados com o insumo, além de 4 mil residências.

Os crescentes resultados alcançados pela Cigás em termos de volume de gás comercializado refletem o trabalho desenvolvido pela companhia no sentido de garantir, por meio de investimentos próprios, a ampliação da infraestrutura energética do Amazonas, em bases competitivas, bem como a universalização do serviço de distribuição e comercialização de gás natural no estado.

“Na condição de concessionária de serviço público, a Cigás também zela pelo tratamento isonômico e modicidade tarifária aos nossos usuários”, salienta o diretor-presidente da Cigás, René Aguiar Levy.

Além disso, a cadeia do gás natural tem sido mola propulsora para o desenvolvimento socioeconômico do Amazonas por meio da arrecadação de tributos estaduais. As inúmeras aplicações do gás natural também contribuem para a redução da emissão de gases nocivos ao meio ambiente e consequentemente a preservação da Amazônia.

Fonte: Divulgação/Cigás


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *