- Brasil

Chuva causa alagamentos e complica trânsito no Grande Recife

A chuva causou pontos de alagamento em diversos locais do Grande Recife na manhã desta segunda-feira (2). Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), choveu 58,6 mm em seis horas, volume esperado para duas semanas. A média climatológica de setembro é de 122,4 mm.

Um informe meteorológico emitido pela Apac às 8h20 aponta que a tendência é de diminuição das chuvas ao longo do dia. De acordo com o Climatempo, a maré mais alta foi registrada às 5h46 desta segunda (2), alcançando 2,37m. Às 11h58, a maré alcança o ponto mais baixo.

Como consequência do volume de chuvas e da maré alta, os alagamentos complicaram a circulação de motoristas e pedestres na cidade. A água em vias como a Avenidas Norte e Governador Agamenon Magalhães, no Centro e na Zona Norte da capital pernambucana, dificultou a passagem de veículos.O canal que divide a pista da Avenida Agamenon Magalhães transbordou no trecho próximo ao Parque Amorim, impedindo a passagem de carros. Alguns passageiros desceram dos ônibus e preferiram seguir a pé. Às 9h, o nível da água já havia baixado.

Através de imagens enviadas ao WhatsApp da TV Globo, também é possível ver o alagamento nas ruas do Futuro e Malaquias, no bairro das Graças, na Zona Norte.”Eu saí de casa, na Madalena, às 6h20. Normalmente consigo deixar o meu filho na escola, nas Graças, em 15 minutos, mas hoje não deu. Eu deveria estar no trabalho às 7h15, mas às 7h30, ainda não saí do bairro das Graças”, conta a médica Edwirgens Campelo.

Na Zona Oeste, o acesso à Praça da Várzea ficou complicado devido aos alagamentos. A Avenida Doutor José Rufino, no bairro da Estância, também alagou.

“Saí de Paulista para chegar à Lagoa do Araçá [na Zona Sul do Recife]. Normalmente levo 40 minutos, mas hoje só esse tempo foi para chegar no bairro da Estância”, comenta a contadora Viviane Silva.No Centro do Recife, a Rua da Palma e o Terminal do Cais de Santa Rita, no bairro de Santo Antônio, foram tomados pela água. Na Rua da Concórdia, também no Centro, pedestres e comerciantes têm tido dificuldades para circular por causa da água na pista e nas calçadas.

A Avenida Mário Melo, em Santo Amaro, também tem água na pista, complicando a passagem de motoristas.Jaboatão dos Guararapes
Os alagamentos também têm complicado a circulação de motoristas e pedestres que estão na Rua Jangadeiro, em Piedade, no acesso ao Conjunto Dom Helder, em Jaboatão dos Guararapes. No local, a água dificulta a passagem de quem está no local.

Na Avenida Ulisses Montarroyos, em Candeias, também há trechos alagados. “Não vou conseguir sair pela manhã, só à tarde. Metade da roda do carro está coberta. Sou professora em uma escola em Ponte dos Carvalhos, e os alunos também não foram porque não conseguiram sair de casa. Estão todos ilhados”, conta Giselma Alves, moradora da avenida.

Previsão do tempo
Para a Região Metropolitana do Recife, a previsão da Apac emitida às 18h do domingo (1º) é de tempo parcialmente nublado, com chuva rápida de forma isolada no período da noite, com intensidade fraca a moderada.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *