- Brasil

Escolas do Acre, Amazonas, Maranhão, Roraima, Pará e Amapá têm menores índices de conectividade do país

O Censo da Educação Básica 2020, divulgado nesta sexta-feira (29), aponta que as escolas do Acre, Amazonas, Maranhão, Roraima, Pará e Amapá têm os menores índices de conectividade do país. Em média, até 60% das escolas nestes estados têm internet, mas no AC e no AM, por exemplo, o índice cai para 40%.

Os dados mostram um retrato da situação da educação brasileira no período anterior à pandemia (até 11 de março). São de escolas públicas e privadas, da educação infantil ao ensino médio, incluindo a educação de jovens e adultos.

A oferta de internet nas escolas é um requisito importante para o planejamento da volta às aulas presenciais, que deve permanecer com recursos para o ensino a distância total (com todos os estudantes em casa), ou híbrido (com parte dos alunos tem aulas presenciais e outra parte, remotas).

Ensino médio privado mais conectado
Na análise por ciclo, as escolas do ensino médio têm maior conectividade (96,9%) do que as de ensino fundamental (76,10%).

Por tipo de rede, a particular tem maior acesso à internet. No ensino médio, a conexão está em 99,3% das escolas privadas e em 95,9% das públicas. No ensino fundamental, está em 97,6% das privadas e em 70,7% das públicas.

Além disso, há maiores diferenças no tipo de tecnologia à qual os estudantes têm acesso nas escolas. As maiores diferenças percentuais da rede pública e privada estão nos tablet, computadores portáteis e internet banda larga – sempre com vantagem para a rede privada.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *