- Cidade

Trabalhadores do AM fazem filas na frente de agências para saque de PIS/Pasep; Prazo encerra nesta sexta-feira

O prazo para trabalhadores do Amazonas sacarem o Abono Salarial do PIS/Pasep, ano base 2016, encerra nesta sexta-feira (29). As filas de beneficiários começaram a se formar nas agências desde o início da manhã em Manaus. Os valores sacados até 18 de junho de 2018 somam R$ 46,1 milhões.

Quem tem direito ao benefício, mas não procurar uma agência bancária dentro do prazo, vai perder o dinheiro, segundo o Ministério do Trabalho.

Dezenas de trabalhadores começaram a chegar às 5h30 na frente agência da Caixa, localizada na rua Henrique Martins, no Centro da capital. A maioria busca tirar dúvidas e saber se possuem direito a sacar o benefício.

O vigilante Raimundo Silva e Silva, de 58 anos, chegou a agência bancária, por volta das 5h40. “Tinha outras ocupações e não deu para vir antes”, justificou o vigilante sobre a procura no último dia do prazo.

A dona de casa Magda Gulhões, de 57 anos, também precisou verificar a possibilidade de pagamento do PIS na data limite. “Sofri um AVC e fiquei com problemas de saúde. Não consegui vir antes para verificar se posso sacar”, comentou.

Números
Ao total, 31.015 trabalhadores do Amazonas ainda não haviam retirado o benefício, até a última atualização feita, em 18 de junho. Cerca de R$ 22,6 milhões estão disponíveis para saque na Caixa e no Banco do Brasil em todo o estado.

De acordo com o Ministério do Trabalho, o Abono Salarial ano-base 2016 começou a ser pago em 27 de julho de 2017. Desde então, foram pagos 60.070 trabalhadores no estado, o que representa 91,51% do total. Até a última atualização, o valor total sacado era de R$ 46,1 milhões.

O valor que cada trabalhador tem para sacar depende de quanto tempo ele trabalhou formalmente em 2016 na iniciativa privada ou no serviço público. Quem trabalhou o ano todo recebe o valor cheio, que equivale a um salário mínimo, de R$ 954. Quem trabalhou por apenas 30 dias recebe o valor mínimo, que é R$ 80.

“Se a pessoa trabalhou um mês, recebe 1/12 do valor, se trabalhou dois meses, 2/12, e assim sucessivamente”, explica o chefe de divisão do Abono Salarial do Ministério do Trabalho, Márcio Ubiratan.

Quem pode sacar
Para ter direito a receber o dinheiro é necessário ter trabalhado formalmente por pelo menos um mês durante o ano-base (nesse caso 2016), com remuneração média de até dois salários mínimos. Além disso, o trabalhador precisa estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Os trabalhadores da iniciativa privada devem procurar a Caixa. A consulta pode ser pessoalmente, pela internet ou no telefone 0800-726 02 07.

Para os servidores públicos, a referência é o banco do Brasil, que também fornece informações pessoalmente, pela internet e pelo telefone 0800-729 0001.


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *