- Cidade

Universitários de Iranduba protestam contra decisão do prefeito

Pelo menos cem universitários realizaram uma manifestação nas ruas do município de Iranduba (distante 27 quilômetros de Manaus) na tarde desta quinta-feira, 30.

A diretoria da Associação dos Universitários de Iranduba (Assuni), cobrou o retorno de uma das sete rotas que transporta estudantes de comunidades distantes e até mesmo do Iranduba para universidades estadual, federal e privadas em Manaus. Segundo os organizadores, o prefeito Francisco Gomes da Silva (DEM), o “Chico Doido” como gosta de ser chamado, cancelou uma rota que estariam conduzindo oito alunos, o que não compensaria o alto custo com despesas com aluguel do ônibus.

De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura, tudo não passou de um mal-entendido e a confusão teve início quando chegou até o prefeito informação de que uma das rotas transportaria apenas oito alunos, o que segundo “Chico Doido”, foi corrigido horas mais tarde.

Por meio de sua assessoria de comunicação, “Chico Doido” disse que cometeu um engano e pediu desculpas pelo mal-entendido. “Tudo não passou de um engano. A informação que foi repassada foi de que seriam transportados apenas oito alunos, o que ficaria caro para a prefeitura. Logo em seguida o engano foi desfeito com a informação de que seria 40 alunos, o que prontamente mandei reativar a linha”, concluiu o prefeito.

A mobilização foi organizada pelos próprios estudantes que se sentiram prejudicados pela ação do prefeito e fecharam a rodovia Carlos Braga e se deslocaram em seguida para frente do prédio da prefeitura.

“A atitude do prefeito “Chico Doido” quase prejudicou os estudantes. É um direito dos estudantes que foi regulamentada em lei municipal desde 2016 e por causa disso, cerca de 400 alunos seriam prejudicados ficando sem o transporte de segunda a sexta-feira, nos turnos da manhã, tarde e noite, saindo da comunidade do Ariaú, Cacau-pirêra e Iranduba”, destacou João Murilo, presidente da entidade que representa os universitários.

Texto: Juscelino Costa


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *