- Esportes

Após drama para deixar o Irã, Tartá não consegue estrear no Carioca por falta de documentos

Desfalque no Boavista na primeira rodada da Taça Guanabara, Tartá, ex-Fluminense, novamente, ficará de fora do clube no confronto desta quarta-feira, contra a Cabofriense, pela segunda rodada do primeiro turno do Campeonato Carioca.

Após viver um drama para deixar o Irã em dezembro do ano passado por ter tido o passaporte retido pelo Foolad Khoozestan, o meia-atacante, agora, tenta a liberação dos documentos do ex-clube para atuar.

– Isso está nos dando um pouco de dor de cabeça (falta de documentos). Mas creio que o João Paulo (gestor do Boavista), junto da direção, está buscando resolver. Espero até o final de semana ter uma notícia boa para estar tudo resolvido para já estar liberado de estar junto dos meus companheiros.

Em conversa com o GloboEsporte.com nesta quarta-feira, o gestor do Boavista, João Paulo Magalhães, afirmou que espera um final feliz para o caso nos próximos dias.

– Está quase. Faltando a Federação do Irã nos responder – declarou.

Revelado pelo Fluminense, Tartá foi vice-campeão da Libertadores em 2008 e campeão brasileiro em 2010. Ainda rodou por clubes como Atlético-PR, Bragantino, Brasiliense e Boavista, onde esteve no Campeonato Carioca do ano passado e retornou para jogar este ano.

Em dezembro do ano passado o jogador ganhou destaque ao pedir ajuda para deixar o Irã e retornar ao Brasil. Após a repercussão do caso, a embaixada do Brasil no país conseguiu a liberação do documento para que o jogador retornasse para casa.

O Boavista enfrenta a Cabofriense nesta quarta-feira, às 20h, no Estádio Elcyr Resende, pela segunda rodada do Campeonato Carioca, pela segunda rodada da Taça Guanabara.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *