- Esportes

Autor de texto racista sobre Ansu Fati, do Barcelona, pede desculpas e cita “mal-entendido”

O autor do texto racista sobre o atacante Ansu Fati, do Barcelona, veio a público nesta quinta-feira para pedir desculpas. Salvador Sostres, colunista do jornal espanhol “ABC”, afirmou que foi mal interpretado ao comparar o jovem jogador com um vendedor ambulante negro fugindo da polícia – e que sua intenção era, na verdade, fazer um elogio à movimentação do atleta.

– Ao tentar destacar a beleza do movimento de Ansu e sua classe como jovem jogador, algumas expressões foram interpretadas como discriminação racial. Isso não poderia estar mais longe das minhas intenções, ou opiniões, que são muito favoráveis ​​ao jogador, como sempre expressei nas minhas reportagens de jogo desde que se estreou. Peço desculpas profundamente pelo mal-entendido e para aqueles que podem ter ficado ofendidos – escreveu o colunista.

Sostres publicou no “ABC”, um dia depois da goleada do Barcelona sobre o Ferencváros, uma coluna na qual comparou a velocidade de Ansu Fati com as de “manteros” (como são chamados vendedores ambulantes) negros que fugiam da polícia nas regiões turísticas de Barcelona. Ele aproveitou para fazer uma crítica à prefeita da cidade, Ada Colau.

– Ansu correndo tem algo de gazela, de mantero jovem e negro que, de repente, seria visto correndo no Paseo de Gracia quando alguém grita: “Água, água!”, anunciando que a Guarda Urbana teria chegado. Estampas selvagens no coração da cidade. Agora isso não acontece porque, para Ada Colau, os delinquentes são os policiais e não os ambulantes, que já não têm que sair correndo mais – diz o texto.

Veja a tabela da Liga dos Campeões
A publicação causou revolta nas redes sociais e ganhou grande repercussão depois que o atacante Griezmann, companheiro de Ansu Fati no Barça, postou o trecho racista do texto e saiu em defesa do jovem jogador.

– Ansu é um garoto excepcional que merece respeito como qualquer ser humano. Não ao racismo e não à falta de educação – escreveu Griezmann.

— October 21, 2020
Citada por Sostres de forma crítica no texto, a prefeita de Barcelona, Ada Colau, também usou as redes sociais para sair em defesa a Ansu Fati.

– Todo o meu apoio a Ansu Fati e a todos os jovens anônimos que se enquadram nesta caracterização ou estigma pela cor da pele – disse.

O Barcelona não se pronunciou sobre o assunto, mas o jornal “Sport” afirma nesta quinta que o clube “está decidido a tomar ações legais contra Salvador Sostres” e que o departamento jurídico do time catalão fará uma denúncia, buscando mostrar que seguirá firme na luta contra o racismo.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *