- Esportes

Bia Haddad dá trabalho à número 2 do mundo, mas fica na 3ª rodada do Aberto da Austrália

A brasileira Beatriz Haddad (195ª da WTA) foi superada nesta quarta-feira por Angelique Kerber, número 2 do mundo, na segunda rodada do Aberto da Austrália. Bia perdeu por 2 sets a 0, parciais 6/2 e 6/3, em 1h21min. Pela sexta vez, a paulista enfrentou uma tenista top-10 da WTA. Bia é a única brasileira entre as trezentas melhores do ranking mundial. Kerber está entre as favoritas do torneio – onde busca o quarto Grand Slam da carreira. A próxima adversária da alemã pela terceira rodada será a australiana Kimberly Birrell (240ª na WTA).

– Me senti feliz em jogar um jogo dessa dimensão, sei que qualquer brasileira gostaria de estar naquela situação. Jogar em quadra grande ainda é diferente para mim, eu senti, não tenho tanta experiência ainda nesse sentido. Ao mesmo tempo senti que não perdi por falta de tênis. Nos momentos que eu consegui fazer o que eu sei, quando eu fui agressiva, eu consegui jogar bem. Esse tênis que eu jogo de fato eu cometo mais erros, mas também não dá para dar pontos de graça. Acho que acabei fazendo ela maior do que realmente era. Mas é o tênis. É tudo muito louco, pessoas, luzes. Estou aqui para aprender – comentou Bia.

Bia foi páreo duro para a alemã, que já tem no currículo um título do Aberto da Austrália, em 2016. Apesar do 6/2 na primeira parcial, a paulista resistiu por 47 minutos no primeiro set. A brasileira chegou a salvar dez break-points só nessa parcial. Fato é que o número de erros não-forçados fez toda a diferença para a vitória de Kerber. No primeiro set, Bia fechou com 29 erros não-forçados, contra apenas seis da número 2 do mundo.

No segundo set, Bia apresentou mais regularidade, reduzindo o número de erros não-forçados para dez. Porém, não encontrou brecha para surpreender Kerber, que em momento algum mostrou vulnerabilidade no duelo. Com o resultado, a jovem de 22 anos segue sem vitórias no currículo contra uma tenista top-10 do mundo.

– Foi um jogo muito díficil. Ela (Bia) jogou muito bem e me forçou a jogar meu melhor tênis – disse Kerber.

Boa passagem

Bia teve uma boa passagem por Melbourne. Para chegar até a segunda rodada, a paulista precisou furar o qualifying – por onde passou com três vitórias em sets diretos. Na primeira rodada do Grand Slam, a paulista superou a americana Bernarda Pera (68ª da WTA) em 2 sets a 1. No ano passado, Bia já tinha encerrado um jejum brasileiro de 53 anos sem vitórias na competição ao vencer a local Lizette Cabrera e parar, na sequência, diante da tcheca Karolina Pliskova.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *