- Esportes

Botafogo prepara novo recurso para tentar reverter penhora no caso Oswaldo de Oliveira

O Botafogo ainda tenta reverter a penhora de R$ 6,4 milhões da venda de Matheus Fernandes ao Palmeiras em razão de uma dívida com o técnico Oswaldo de Oliveira. Tanto que o departamento jurídico de General Severiano vai recorrer mais uma vez da decisão do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ).

Na última quinta-feira, o juiz Marco Antonio Belchior da Silveira rejeitou o primeiro pedido do clube. Os advogados do Botafogo já preparam novo recurso e aguardam uma resposta definitiva para o caso nos próximos dez dias.

No primeiro recurso, o Alvinegro alegava que o bloqueio de créditos “impossibilitaria” o clube de desenvolver suas atividades “em virtude de penúria financeira”, além dos empregados correrem “risco de não recebimento de seus salários”, e sugeriu que a execução deveria processar-se por um “modo menos gravoso”, oferecendo a penhora de imóvel.

O juiz Marco Antonio manteve a primeira decisão e não aceitou a oferta de penhora do imóvel. Além disso, destacou que o Alvinegro deu declarações recentes de que havia quitado os salários atrasados e lembrou que o clube vendeu recentemente o zagueiro Igor Rabello por R$ 13 milhões ao Atlético-MG.

O Botafogo ainda considera o valor exagerado, uma vez que não houve qualquer audiência entre as partes e, assim, não começaram as negociações por um possível acordo.

Oswaldo de Oliveira trabalhou no Botafogo de dezembro de 2011 a dezembro de 2013. Neste período conquistou o Campeonato Carioca de 2013 e levou o time de volta à Libertadores após 18 anos de ausência. Atualmente ele comanda o Urawa Reds, do Japão.

O “Boletim da Janela” fez o desafio para a repórter Amanda Kestelman: qual o Botafogo ideal entre as versões de 2018 e 2019? Confira o resultado!

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *