- Esportes

Champions pode mudar de formato em 2024 e ter seis grupos de seis times

Enquanto os grandes clubes europeus estudam a possibilidade de criar uma Superliga Europeia, a Uefa começou a estudar mudanças no formato da Liga dos Campeões a partir de 2024. O jornal “Marca” indica que um modelo vem ganhando força entre os dirigentes da confederação, no qual a fase de grupos passaria a ter 36 clubes, com seis grupos de seis equipes.

Power Ranking: veja a lista do ge com os 10 melhores da Champions 2020/21
O formato teria a alcunha de “suíço”, em referência à sede da entidade, em Nyon, e só poderia ser colocado em prática na temporada 2024/25 porque o próximo triênio já teve suas cotas televisivas vendidas. Seu trunfo seria garantir aos clubes um maior número de jogos por temporada, o que também asseguraria uma maior receita a todos os participantes.

A fase de grupos passaria a ter, em vez dos atuais 32, 36 clubes, que seriam divididos em seis grupos de seis equipe. Se classificariam às oitavas de final os dois primeiros colocados de cada chave, além dos quatro melhores terceiros colocados. Isso faria com que cada time tenha ao menos 10 jogos garantidos por temporada – os finalistas disputariam 17 jogos.

Veja a tabela da Liga dos Campeões
Para evitar os jogos em que os clubes apenas “cumprem tabela”, no final da fase de grupos, seria abolido o sorteio para a definição dos confrontos. Passaria a ser usado o critério de melhores campanhas para definir os adversários: o primeiro colocado geral enfrentaria ao 16º, e assim por diante, como ocorria com a Copa Libertadores anteriormente. Quem chegar às semifinais garantiria vaga para a próxima edição da Champions.

Neymar dá recado após vitória do PSG na Champions: “Não vim aqui para jogar Liga Europa”
Neymar responde pergunta sobre Messi e diz: “O que mais quero é voltar a jogar com ele”
Haveria uma alternativa em estudo, na qual uma segunda fase de grupos poderia ser realizada, substituindo a fase de mata-mata. Porém, esta não é a alternativa preferida pela Uefa. O “The Times” indica que a Associação Europeia de Clubes (ECA), que conta com representantes dos principais times europeus, teria dado a aprovação à alteração do formato. Em contrapartida, porém, as ligas que contam com 20 clubes precisariam passar a ter apenas 18 equipes e enxugar seus calendários.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *