- Esportes

Declaração de Neymar agita bastidores, e jornais veem Messi no PSG como sonho possível

Não poderia ser diferente. A declaração de Neymar, de que espera voltar a jogar com Messi na próxima temporada, agitou os bastidores de PSG e Barcelona. Estampou manchetes por todo o mundo. E deu início a especulações antes da abertura da janela de transferências. No entanto, jornais da Espanha e da França publicam uma informação em comum: o caminho mais provável é ver o argentino em Paris.A situação foi capa dos diários “Sport” e “Mundo Deportivo”, de Barcelona, e do francês “L’Equipe”. Também esteve em portais de vários veículos de países diferentes, e o assunto promete repercutir por toda a temporada. Mas há algumas razões que indicam uma tendência maior para que o reencontro dos craques ocorra no PSG, e não no time catalão:

A pergunta feita pelo jornalista da “ESPN” da Argentina a Neymar foi a respeito de uma possível ida do camisa 10 do Barça para o PSG: “Messi estaria considerando uma oferta, que deve chegar. Seria lindo voltar a jogar com ele, não?”
O Barcelona está em crise financeira. O presidente da Comissão Gestora do clube, Carles Tusquets, afirmou que Neymar só poderia chegar ao clube de graça.
O contrato de Messi com o Barça vai até junho de 2021. Neymar tem vínculo com o PSG até junho de 2022 e negocia a renovação. A contratação do argentino o convenceria a firmar novo acordo.“Sport” e “Mundo Deportivo” ainda enxergam possibilidades para que a dupla seja reeditada em Barcelona. Mas há condições improváveis para que isso ocorra: a renovação de contrato de Messi, e uma negociação com trocas de jogadores do Barça com o PSG.

A imprensa francesa, por sua vez, enumera trunfos do lado do Paris para contar com o argentino, de 33 anos. O “L’Equipe” e o “Le Parisien” publicou que Neymar fez contato com Messi na última janela, após o argentino manifestar seu desejo de deixar a equipe catalã.A emissora “RMC” ainda cita outro caminho para o PSG: vender Mbappé. O jovem atacante, de quase 22 anos, também tem contrato até 2022 e tem conversas tímidas para renovar. Ele estaria disposto a ser negociado. O valor arrecadado, além do alívio na folha salarial, beneficiariam a situação para os franceses na hora de seduzir Messi.

A crise financeira e política do Barcelona
Em entrevista à rádio “RAC 1”, o presidente da Comissão Gestora do Barcelona, Carles Tusquets, evidenciou a grave situação financeira do clube e deixou claro que é inviável contratar Neymar. O dirigente revelou que o Barça deve atrasar salários em janeiro. E admitiu até que venderia Messi na última janela.

– Eu teria vendido Messi no último verão. Economicamente, era o melhor a se fazer. Os salários dos jogadores em janeiro serão atrasados. A situação econômica do Barça é muito preocupante. Se (Neymar) vem de graça, poderíamos planejar. Se não, não há dinheiro para pagar… a não ser que o novo presidente venha com um milagre na mão – comentou Tusquets.

O Barcelona passará por eleições no dia 24 de janeiro, e dois dos candidatos esperam convencer Messi a ficar no clube. Victor Font é ligado a Xavi Hernández e poderia contratá-lo como técnico, o que agradaria o argentino. Joan Laporta foi presidente do Barça entre 2003 e 2010 e tem boa relação com o camisa 10. No entanto, em nenhum plano de mandato há espaço para a volta de Neymar.

Fonte: Globo Esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *