- Esportes

Diego Souza aumenta lista de medalhões que duraram pouco tempo com a camisa do São Paulo

Diego Souza é mais um jogador contratado pelo São Paulo como medalhão que deixa o clube de maneira precoce. No começo do ano passado, o Tricolor investiu R$ 10 milhões para ter o atacante por dois anos, mas depois de um ano e dois meses ele foi emprestado ao Botafogo.

É verdade que o São Paulo ainda pode, por força de contrato, exercer o seu direito de renovar por mais uma temporada com Diego Souza após o empréstimo do jogador ao Botafogo. Mas Cuca, que assinou com o Tricolor até dezembro e incentivou a saída do centroavante, não tem ele nos planos.

Nos últimos anos, cenários semelhantes aconteceram com os atacantes Lucas Pratto e Centurión, o zagueiro Maicon, o volante Petros e o lateral-direito Buffarini. Diferentemente de Diego Souza, nos casos citados, o Tricolor ainda conseguiu ter um retorno financeiro com as transferências.

A diretoria são-paulina entende que, apesar de não recuperar o investimento, Diego Souza cumpriu seu papel esportivo no São Paulo, com a artilharia do time no ano passado (ele fez 16 gols) e com participação importante no momento em que o Tricolor brigou pelo título brasileiro de 2018.

Nesse período, ainda, o São Paulo teve outros medalhões que chegaram por empréstimo, com prazo de validade. Foram eles: Alexandre Pato, Calleri e Hernanes. O Profeta, no entanto, foi contratado em definitivo nesta temporada, um ano depois da saída.

Fonte: Globo Esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *