- Esportes

Dublin é aqui: em clima de futebol, torcida irlandesa invade Vegas, faz festa e canta por Conor McGregor

Se, por um instante, alguém que estivesse na T-Mobile Arena, em Las Vegas, na última sexta-feira, fechasse os olhos após a pesagem cerimonial do UFC 229, teria quase certeza de que estava no país errado, e em pleno jogo de Copa do Mundo. Os responsáveis por essa confusão sensorial foram os torcedores irlandeses. Inflamados pelo discurso e pelas atitudes de Conor McGregor, os fãs que viajaram até Las Vegas transformaram a “Cidade do Pecado” em uma espécie de embaixada irlandesa nos Estados Unidos. Cantando e tomando conta dos arredores da arena, eles mostraram que, quando se trata de fazer festa, estão à altura de “Notorious”.

Ainda durante a pesagem, na hora em que Khabib Nurmagomedov, adversário de McGregor, adentrou o palco, os irlandeses não fizeram por menos: aplicaram uma sonora vaia no campeão, que não teve o apoio dos torcedores russos, em número infinitamente menor. McGregor sabia disso, e conseguiu deixar o palco sob aplausos e o inconfundível canto “Olê, olê, olê!”.

Bandeiras, faixas e cartazes com as cores da bandeira do país tomavam completamente a arena e os seus arredores. Na saída, os irlandeses fizeram uma espécie de procissão por dentro do local, cantando enquanto desciam em bloco pelas escadas rolantes. Os seguranças pecisaram agir para que eles fossem para a rua. Alegres, eufóricos e, claro, com muitas cervejas nas mãos, os fãs mantiveram a festa pelas ruas. Alguns, mais exaltados, começaram a bater em um símbolo metálico do UFC localizado em frente à arena. Esta foi a deixa para que policiais formassem uma linha e afastasse os torcedores, algumas vezes com uma certa truculência.

Os irlandeses, no entanto, não diminuíram a festa. Músicas exaltando Conor McGregor, e relembrando sua vitória sobre José Aldo, eram cantadas seguidamente. No meio da festa, era possível ver alguns fãs vestidos com ternos verdes, e fantasias que variavam de temas como a Pantera Cor de Rosa até a marca de whisky de McGregor. Um fã mais criativo reproduziu no peito e na barriga tatuagens temporárias idênticas às que o lutador possui, e acabou sendo alvo de interesse dos torcedores, ávidos por uma selfie.

Vale ressaltar que não houve qualquer registro de confusão ou violência nas ruas. Os irlandeses lotaram bares e restaurantes próximos à arena, e mesmo brincando com os americanos e turistas que passavam nas ruas, mantinham o clima festivo, pacífico e divertido. Algumas provocações bem-humoradas a Khabib Nurmagomedov também foram vistas. A invasão irlandesa chamou mais a atenção por ter acontecido no mês de outubro, que não é um mês forte turisticamente falando. Julho e dezembro, quando acontecem as férias escolares, atraem muito mais turistas.

O Combate transmite o UFC 229 ao vivo e com exclusividade no próximo sábado, a partir de 19h10 (horário de Brasília). O SporTV 2 e o Combate.com exibem as duas primeiras lutas do evento ao vivo, e o site acompanha o torneio inteiro em Tempo Real.

UFC 229
6 de outubro de 2018, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):
Peso-leve: Khabib Nurmagomedov x Conor McGregor
Peso-leve: Tony Ferguson x Anthony Pettis
Peso-meio-pesado: Ovince St-Preux x Dominick Reyes
Peso-pesado: Derrick Lewis x Alexander Volkov
Peso-palha: Michelle Waterson x Felice Herrig
CARD PRELIMINAR (19h15, horário de Brasília):
Peso-mosca: Sergio Pettis x Jussier Formiga
Peso-meio-médio: Vicente Luque x Jalin Turner
Peso-galo: Aspen Ladd x Tonya Evinger
Peso-leve: Scott Holtzman x Alan Nuguette
Peso-pena: Lina Lansberg x Yana Kunitskaya
Peso-leve: Gray Maynard x Nik Lentz
Peso-meio-médio: Ryan LaFlare x Tony Martin

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *