- Esportes

Ele fica: Tardelli renova com o Atlético-MG; poderá jogar Mineiro e fase de grupos da Libertadores

O contrato de Diego Tardelli no Atlético-MG foi ampliado. Depois de negociações no fim de semana, culminou em acerto nesta terça-feira entre as partes. O vínculo que havia se encerrado no domingo recebeu extensão de três meses. Agora, no novo contrato vai até 31 de maio, uma semana após o fim do Campeonato Mineiro, marcado para 23 de maio.

Com o novo período atrelado ao Atlético, Tardelli, além do Estadual, também poderá ser usado na fase de grupos da Copa Libertadores. O Galo, como terceiro colocado do Brasileiro, conseguiu a vaga direta no chaveamento, com sorteio marcado em 9 de abril. Os seis jogos desta etapa estão marcados, de acordo com o calendário revisado da CBF, entre 20 de abril e 27 de maio. No último dia de contrato, um domingo, Tardelli ainda poderá ser usado na 1ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Há alguns dias, o ge trazia a situação do camisa 9, que tinha encerramento contratual ao lado do goleiro Victor, mas diferente do companheiro de clube, com tendência de permanecer. Passaria, por exemplo, na diminuição dos custos do Galo com ele. Só no que é pago na carteira, o salário era de R$ 300 mil. Tardelli foi titular contra a URT, fez o primeiro gol da vitória de 3 a 0 e gostaria de ficar.

Ele havia retornado ao Atlético em fevereiro de 2020, e tinha feito apenas um jogo – no clássico contra o Cruzeiro – antes da pandemia e da lesão grave no tornozelo, sofrida em jogo-treino antes do retorno das partidas. Foram cinco meses no departamento médico, mais um mês de preparação física e fora dos planos de Sampaoli, que o escalou poucas vezes e deu chance de titular na despedida do técnico, diante do Palmeiras. Tardelli perdeu 38 jogos com a lesão.

Um tempo parado que fez os gestores do Galo avaliarem positivamente para a sua permanência, ainda que por mais três meses, por ora. Se Tardelli ficasse sem contrato, ficaria no Brasil ou teria poucas opções fora. As janelas do Japão e dos EUA, por exemplo, seguem abertas, contra o fechamento dos outros principais centros internacionais.

A sua permanência também passaria por uma avaliação da futura comissão técnica, que deverá ser liderada por Cuca, que conhece bem Tardelli. Trabalhou com ele no próprio Atlético e o levou para o Shandong Luneng, da China, em 2015. Entre rusgas e abraços, possuem história compartilhada no mundo da bola.

Fonte: Globo Esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *