- Esportes

Everson agradece apoio recebido no Atlético-MG após ofensas: “Combustível para continuar”

Na última semana, após a derrota do Atlético-MG para o Goiás, a esposa de Everson expôs, nas redes sociais, mensagens de ódio – direcionadas ao goleiro – que vinha recebendo. O camisa 31, desde que chegou, convive com críticas de parte da torcida. O conteúdo repercutiu muito na internet e gerou uma onda de comentários contrários, de atleticanos apoiando o jogador e mandando mensagens de incentivo. Até o Galo se manifestou sobre o tema. Nesta sexta-feira,

Everson agradeceu.
– Gostaria de agradecer a um vídeo que eu recebi de vários torcedores da massa atleticana, não só de Minas Gerais, mas de outros estados, mandando palavras de incentivo, de apoio, não só para mim, mas para minha esposa também. A gente passou por momentos complicados nos últimos dias. Gostaria de agradecer a todos pelas mensagens de apoio ao meu trabalho.

“Com certeza, serve de combustível para que eu possa continuar trabalhando e desempenhando meu melhor futebol para, consequentemente, ajudar o Clube Atlético Mineiro.”

O goleiro admitiu que, em casa, precisa filtrar alguns comentários para que não gerem incômodo à família.

– Todo ser humano não gosta desses ataques, principalmente com familiares. Na minha profissão, tem que saber lidar com críticas, mas quando toca na família… Eu tenho um filho de 10 anos, que já tem acesso a celular, rede social, e acaba vendo. A gente procura filtrar em casa para que essas injustiças não entrem e não façam mal para mim e para minha família. Sou um cara privilegiado por ter uma esposa que está sempre comigo, há mais de 10 anos. Vem fazendo uma base comigo desde o começo da minha carreira – disse.

Apesar de ter convivido com mensagens ofensivas, Everson garante que nunca pensou em deixar o Galo. Ele chegou ao clube em setembro do ano passado e tem contrato até dezembro de 2022.

– Nunca pensei em largar o futebol, nunca pensei em sair do Galo. A gente sabe que dentro da nossa profissão vai existir crítica. Quando a gente vai bem, existem os elogios. A crítica, infelizmente ou felizmente, faz parte da nossa profissão. A gente procura trabalhar no dia a dia para que a gente possa minimizar os erros e estar estar bem, com mais confiança no nosso trabalho – disse.

– Sabemos que a massa atleticana tem quase 10 milhões de torcedores. Não é a maioria da torcida (que critica). É uma torcida muito ativa, apaixonada. Percebi isso nos últimos dias, tanta mensagem de apoio que recebemos. É difícil agradar a todos. Mas jamais serviu como desmotivação. A crítica e os elogios servem para você continuar trabalhando e dar alegria ao pessoal que te elogia. Procuro trabalhar muito mais para dar alegria aos torcedores que gostam do meu trabalho – completou.

Outras respostas de Everson
Defesas importantes contra o Fluminense
– No futebol, é de suma importância a confiança. Cada atleta, na sua devida posição, vai buscando se filtrar de coisas boas. O atacante se filtra de fazer gols, de dar passes. O goleiro não é diferente. Nossa função principal é defender. Pude dar minha parcela de contribuição, em um jogo difícil. Lógico que eu também queria buscar a vitória. Se fosse para eu tomar um gol e a gente buscar a vitória, seria mais importante. É continuar trabalhando para ajudar a equipe do Atlético Mineiro nesta reta final do Brasileiro. Todos sabem que o professor Sampaoli tem uma confiança no meu trabalho. Me tirou do Ceará, me levou para o Santos. Me trouxe para o Atlético Mineiro. É um profissional que devo muito a ele, com meu crescimento, não só como goleiro, mas como pessoa também. Procuro sempre trabalhar. É um cara sempre visado pelo seu trabalho, pela sua metodologia de trabalho. Cabe a mim ficar focado no Atlético para representar sempre bem a meta do Atlético.

Fonte: Globo Esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *