- Esportes

Ex-agente cobra 6,7 milhões de Daniel Ricciardo na justiça por comissões não pagas

Ex-agente de Daniel Ricciardo, Glenn Beavis entrou na justiça contra o piloto e cobra 10 milhões de libras (o equivalente a R$ 46,7 milhões) em comissões não pagas durante a elaboração do contrato do australiano com a Renault. As informações são do site inglês “Autosport”.

Beavis alega que arcou com diversas quantias e tinha um acordo para receber uma comissão de 20% sobre o salário base de Ricciardo e outros elementos contratuais – incluindo o custo da superlicença de Ricciardo, uso de um carro de rua da Renault e as despesas de um fisioterapeuta.

– Não há substância na alegação de Glenn Beavis. É lamentável que ele tenha decidido trazer esta reivindicação totalmente sem mérito que eu pretendo defender plenamente no processo judicial – disse Ricciardo.

O empresário começou a trabalhar com o australiano em 2012, prestando serviços de consultoria. Em 2013, Ricciardo abriu a empresa Whitedunes, com sede nas Ilhas Virgens Britânicas, um paraíso fiscal, para gerenciar os negócios do piloto, e passou a efetuar os pagamentos à empresa de Beavis, a Sivana Sports International FZE.

Beavis participou diretamente das negociações entre Ricciardo e a Renault desde 2017, e a transferência do piloto da RBR para a equipe francesa foi oficializada em agosto de 2018. Em dezembro, o piloto solicitou a rescisão do contrato com o agente, que, no entanto, pediu mais um mês para concluir a elaboração do complexo documento com a Renault. Isso só aconteceu em março, a dez dias da abertura da temporada, na Austrália.

Em Melbourne, Ricciardo foi anunciado como novo integrante da CAA Sports, subsidiária da Creative Arts Agency, mas Beavis afirma ter continuado a prestar serviços a Ricciardo até o término oficial do acordo com o piloto, em 31 de março. O empresário alega que o contrato de Ricciardo com a Renault foi iniciado por ele e posteriormente concluído por Ricciardo, e que por isso deveria receber os 20% acordados. A Renault não se pronunciou sobre o caso.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *