- Esportes

Forlán recorda rotina de Cristiano Ronaldo no Manchester o dia inteiro se olhando no espelho”

Ex-atacante de equipes como Atlético de Madrid e Inter de Milão, Diego Forlán teve a oportunidade de atuar ao lado de diversos craques durante a carreira. Dentre os quais, Cristiano Ronaldo. Entre 2002 e 2004, o uruguaio vestiu a camisa do Manchester United e testemunhou de perto o início da caminhada vitoriosa do gajo – campeão da Champions e eleito o melhor do mundo pela primeira vez com os Reds, ambas em 2008.

Mas o que Forlán preserva na memória com relação a Cristiano Ronaldo é um lado mais vaidoso do craque, que hoje atua na Juventus.

Ex-atacante de equipes como Atlético de Madrid e Inter de Milão, Diego Forlán teve a oportunidade de atuar ao lado de diversos craques durante a carreira. Dentre os quais, Cristiano Ronaldo. Entre 2002 e 2004, o uruguaio vestiu a camisa do Manchester United e testemunhou de perto o início da caminhada vitoriosa do gajo – campeão da Champions e eleito o melhor do mundo pela primeira vez com os Reds, ambas em 2008.

Mas o que Forlán preserva na memória com relação a Cristiano Ronaldo é um lado mais vaidoso do craque, que hoje atua na Juventus.

Ronaldo era egocêntrico no vestiário, mas de uma maneira diferente do Beckham. Ele estava sempre perto de um espelho. Ele ficava o dia inteiro se olhando no espelho – recordou Forlán em entrevista ao jornal britânico “Mirror”.

A comparação com Beckham aconteceu porque, antes, Forlán se lembrou de um episódio que marcou a passagem do astro inglês pelo Manchester United: a fatídica discussão com o ex-treinador Alex Ferguson. Foi depois de uma partida contra o Arsenal na Copa da Inglaterra. Ferguson não estava feliz porque houve um lance em que o Robert Pires (ex-atacante do Arsenal) subiu sozinho pela esquerda. O Gary Neville estava no ataque, e o Beckham não o cobriu – começou Forlán.Ferguson se virou, viu uma chuteira no chão e chutou na direção do Beckham. Acertou bem na sobrancelha e abriu um corte. Nós vimos aquilo e pensamos: “Não, isso não está acontecendo”. Os dois estavam prestes a brigar naquele momento. Foi quando Roy Keane e Van Nistelrooy separaram – concluiu ele.

Fonte: Globo Esporte 


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *