- Esportes

Hamilton reforça desejo de permanecer na Mercedes e quer renovar contrato até o Natal

Após alguns meses de mistério, Hamilton passou a deixar claras suas intenções de estender o vínculo com a Mercedes, equipe pela qual faturou seu sétimo título na Fórmula 1, e de permanecer na categoria. Com a conclusão da temporada 2020 no GP de Abu Dhabi, no último domingo, o britânico reforçou que pretende renovar seu contrato – e quer fazer isso até o Natal.

– Adoraríamos terminar (as conversas) antes do Natal. Eu quero estar aqui no próximo ano. Acho que nós, como equipe, temos mais a fazer juntos e conquistar, tanto no esporte, mas principalmente fora dele. Espero que possamos começar esta semana as discussões e, com sorte, encerrar antes do Natal – disse o britânico.

No início da temporada, o heptacampeão chegou a revelar que não se sentia confortável em discutir seu contrato durante a pandemia, marcada por demissões massivas em todos os setores – sobretudo na F1; a McLaren, que vendeu recentemente parte de suas ações, chegou a dispensar mais de mil funcionários em 2020.

No entanto, o tom do britânico começou a mudar na reta final do campeonato, conquistado antecipadamente por ele no GP da Turquia e pela Mercedes no GP da Emilia-Romagna. Entre as questões consideradas por Hamilton para a renovação estão as garantias de mais tempo livre e trabalho remoto, adotado em função da pandemia e que o piloto pretende manter mesmo após ela.

Chefe da Mercedes, Toto Wolff se mostrou confiante nas discussões contratuais com Hamilton, mas voltou a pedir calma, explicando que a ausência de Hamilton após testar positivo para a Covid-19 logo depois do GP do Barein adiou a conclusão do acordo.

– Teremos essa conversa. Estávamos atrasados. Sempre dissemos que faríamos isso depois que o título fosse ganho, e então o vírus nos atrasou por mais dez dias, duas semanas. Agora só temos que sentar e conversar, talvez virtualmente, talvez ao vivo – reforçou o austríaco.

A parceria do piloto de 35 anos com a equipe alemã, iniciada em 2013, rendeu a ele 74 vitórias e seis dos seus sete títulos mundiais. Enquanto o contrato de Hamilton segue em aberto, o compromisso de seu companheiro de equipe Valtteri Bottas já está estendido desde agosto até o fim de 2021.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *