- Esportes

Taila Santos aposta que Robertson fará luta de chão e quer antídoto: “Trocação para buscar nocaute”

Primeiro foi Maryna Moroz, por lesão. Depois, Montana de La Rosa, com treinador infectado pela Covid-19. Após perder duas adversárias para lutar no dia 5 deste mês, Taila Santos está escalada para enfrentar Gillian Robertson pelo card principal do UFC neste sábado, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Curiosamente, a peso-mosca catarinense enfrentaria Robertson em junho deste ano, confronto que também foi cancelado. Agora, as duas medem forças na última edição do Ultimate em 2020.

— A Robertson é uma atleta que está vindo de uma sequência boa, inclusive com vitórias sobre brasileiras também. Boa de chão, vai ser uma luta muito interessante. Como eu já lutaria contra ela em junho, e mudou para a Molly (McCann, vitória de Taila por decisão), a gente já tinha o jogo praticamente engatilhado. A Robertson com certeza vai querer buscar a luta de chão e por isso a gente vai tentar ficar na trocação para buscar um nocaute — diz Taila, em entrevista ao Combate.com.

A peso-mosca chegou a passar pelo processo de corte de peso e subiu na balança para enfrentar Montana de La Rosa no último dia 5. O cancelamento da luta só foi informado na própria data do evento. Taila e sua equipe voltaram ao Brasil já no dia seguinte, para continuar os treinamentos, e embarcaram para Las Vegas novamente neste segunda-feira.

— Eu tinha acabado de bater o peso, estava no quarto já descansando, me hidratando, e aí o meu mestre chegou e falou o que tinha acontecido. Na hora fiquei bem triste, porque tinha batido o peso e estava ali já pronta para lutar, mas depois já fiquei bem tranquila porque saiu a nova data, contra a Robertson — recorda Taila — Não é a primeira vez, então não foi muito diferente para mim. A gente continuou o trabalho que estava fazendo, já saí daqui direto para a dieta de novo, continuamos o camp e todo o treinamento. Não mudou nada, voltamos para a academia e continuamos firmes.

Com 16 triunfos e apenas uma derrota na carreira, Taila fará sua terceira luta pelo UFC, após ser contratada por meio do Contender Series em agosto de 2018. Já a canadense Gillian Robertson tem cartel de nove vitórias e quatro reveses. Oriunda do TUF 26, está no Ultimate desde 2018 e ocupa a 13ª posição da divisão peso-mosca.

Apesar de ter de enfrentar a balança pela segunda vez dentro de duas semanas, Taila diz que o cuidado com o peso não está sendo um processo tão penoso.

— Eu desidrato pouco, normalmente dois quilinhos, então foi tranquilo. Por pouco que seja, bater duas vezes tão perto não é confortável. Mas foi tranquilo, depois que eu hidratei subiu um pouquinho e voltei para a dieta, não subi muito a mais que o limite.

O Combate transmite o UFC Thompson x Neal ao vivo, na íntegra e com exclusividade neste sábado, com o “Aquecimento Combate” a partir de 17h40 (de Brasília), e o início das lutas a partir de 18h. O Combate.com e o SporTV 3 mostram as duas primeiras lutas ao vivo, e o site acompanha todo o evento em Tempo Real.

UFC Thompson x Neal
19 de dezembro de 2020, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL (21h, horário de Brasília):
Peso-meio-médio: Stephen Thompson x Geoff Neal
Peso-galo: José Aldo x Marlon Vera
Peso-meio-médio: Michel Pereira x Khaos Williams
Peso-galo: Marlon Moraes x Rob Font
Peso-mosca: Gillian Robertson x Taila Santos
Peso-pesado: Marcin Tybura x Greg Hardy
CARD PRELIMINAR (18h, horário de Brasília):
Peso-meio-médio: Anthony Pettis x Alex Morono
Peso-galo: Sijara Eubanks x Pannie Kianzad
Peso-médio: Karl Roberson x Dalcha Lungiambula
Peso-casado (até 88,5kg): Deron Winn x Antônio Arroyo
Peso-galo: Aiemann Zahabi x Drako Rodriguez
Peso-médio: Tafon Nchukwi x Jamie Pickett
Peso-mosca: Jimmy Flick x Cody Durden
Peso-leve: Rick Glenn x Carlton Minus

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *