- Esportes

Thomas Müller celebra 20 anos no Bayern, seu único clube: “Feliz que essa relação dure tanto”

Às vésperas de viajar para o Catar para tentar buscar seu 27º título com a camisa do Bayern de Munique, o meia alemão Thomas Müller declarou seu amor pelo único time que defendeu na carreira. Aos 31 anos, dois terços deles vividos no clube, o carismático multicampeão celebra o raro vínculo entre ele e a equipe bávara.Nos últimos 20 anos, quase 21, eu venho para este lugar para treinar, competir, dar entrevistas, tirar fotografias. O clube e eu temos uma grande relação. É um pouco a minha casa, claro. Estou feliz que esta relação dure tanto tempo. Não é normal, é muito especial – afirmou ele em entrevista exclusiva para o Esporte Espetacular, que vai ao ar no próximo domingo.

Natural de Weilheim in Oberbayern, uma pequena cidade do sul da Bavária, Müller chegou ao Bayern aos dez anos de idade. Estreou na equipe principal aos 18, na temporada 2008/09.

Com quase três dezenas de troféus conquistados, incluindo nove títulos alemães e duas Ligas dos Campeões da Uefa, e em busca do segundo Mundial de Clubes, Müller destaca que não são apenas os triunfos que forjam seus laços com o Bayern.

– Não é apenas uma relação de amor. Ok, Thomas Müller e Bayern têm uma boa relação, então está aqui um contrato de dez, 15 anos? Não, a cada dia é importante você mostrar em campo. Mas há uma forte relação entre mim e este clube, claro, nós conseguimos tantos títulos importantes, grandes vitórias, mas também tivemos grandes derrotas juntos. Eu lembro a derrota contra o Chelsea na final da Champions League em casa, no nosso estádio – cita o jogador, referindo-se à perda do título europeu na temporada 2011/12, nos pênaltis.

Apesar da história que construiu no clube, Müller não descarta uma mudança no fim da carreira.

– Tenho contrato até 2023, mas nós nunca sabemos o que pode acontecer depois disso. Talvez eu fique, talvez eu tente ter novos desafios, em outro clube ou em um outro capítulo completamente diferente para mim, realmente não sei.

Ao falar sobre os troféus que já conquistou, incluindo a Copa do Mundo de 2014, com a seleção da Alemanha, fica evidente que seu pensamento já está na próxima competição.

– Acho que são 27 (títulos), algo assim. E talvez se torne um pouco mais.

Fonte: Globo Esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *