- Esportes

UFC 270: Deiveson celebra boa forma para revanche: “Animal está fora da jaula”

Nas duas lutas que fez contra Brandon Moreno, Deiveson Figueiredo teve problemas no corte de peso. Na primeira, sofreu intoxicação alimentar após a pesagem, foi parar no hospital e por pouco não foi vetado. Na segunda, sofreu até o último minuto para bater o limite de 56,7kg após sofrer com muitas distrações durante sua preparação.

Para o UFC 270 deste sábado, em Anaheim (EUA), o ex-campeão dos pesos-moscas não só garante que vai ser diferente, como também fez diferente e parece diferente. Em entrevista ao podcast Mundo da Luta (ouça no player acima) concedida cerca de 10 dias antes da pesagem desta sexta-feira, o lutador parecia saudável mesmo estando mais esbelto que de costume. E no fim de semana, ele mostrou o físico “rasgado” numa foto publicada nas redes sociais.

– Mudou a questão de preparação física. Treino no PI, um centro de treinamento específico aqui (o Instituto de Performance do UFC). Eles fazem estudos lá para saber onde estão meus defeitos. Vem a nutrição do PI, mas eu trouxe meu nutricionista de Belém – deixei pra trazê-lo um pouco em cima da hora, mas ele está comigo já há duas semanas corrigindo alguns erros, até porque a gente tem a nutrição, mas não tem o acompanhamento. Ele está fazendo minha comida, vendo se estou cansado ou não. Foi algo que acertei 100% – contou Figueiredo.

Com o físico em dia e os treinos com Henry Cejudo, ex-campeão dos moscas e dos galos, o “Deus da Guerra” está exalando confiança para a trilogia contra Moreno. Ele prometeu que a história no domingo será diferente das duas lutas anteriores contra o mexicano, na qual empatou uma e perdeu outra.

– Estou numa nova família, num recomeço, mais forte que antes, e pode ter certeza: eu vou levar esse cinturão para casa. Porque estou numa autoconfiança que, quando eu me sinto assim, o animal está fora da jaula. Podem ter certeza que vai ser pressão, tempo ruim o tempo todo – assegurou.

Confira mais respostas de Deiveson Figueiredo sobre sua luta no UFC 270:

Erros cometidos na segunda luta

– Vejo que eu dei as costas para o Brandon Moreno duas vezes, na segunda ele me finalizou. A terceira é eu atacar com muita potência e ele sempre me pegar nessa p*** do bodylock, a queda que ele vem no meio. Trabalhamos muito fechando esses buracos e, com isso, acrescentei um jogo diferente, um jogo onde posso machucá-lo e até mesmo fazê-lo pedir para parar.

Treinos de wrestling

– Eu estou treinando com um russo, o cara é um monstro da grade, e vejo que mesmo com 62kg, mesmo leve, ele não consegue me colocar pra baixo. As aulas que peguei com o Henry Cejudo e com o Eric Albarracin evoluíram muito minha defesa de queda.

Comentários de Moreno sobre “ser seu maior patrocinador”

– Isso acendeu mais a rivalidade, as piadinhas dele. Outro dia chegou no meu ouvido que ele disse que eu sou o maior patrocinador dele. Talvez porque eu sei vender luta, né? Talvez por isso ele esteja ganhando bem. Mas estou pronto para tirar esse patrocínio dele e fazer ele ser o meu patrocinador. Isso ele pode ter certeza.

Comentários de Moreno sobre “pessoas falsas ao redor” de Figueiredo

– Se tinha pessoas falsas ao meu redor, sou um cara que observo bastante. Fiz mudanças na minha vida. Ainda não terminaram as mudanças que quero fazer na minha carreira, mas tenho certeza que encontrei a equipe certa, tenho certeza no que eu quero, (que é) morar aqui. Depois da luta vou voltar ao Brasil, providenciar os documentos da minha família, trazer meus filhos pra cá para poder ser atleta de verdade e viver de luta. Tenho energia, sou novo e, enquanto tiver lenha pra queimar, quero dar ótimas felicidades para o Brasil, defender o título e que ele possa se aposentar comigo. Essa é minha maior vontade.

Cinturão de Lego recebido por Moreno

– Aquele cinturão dele é que nem um espelho: quando você pega, se parte em mil pedacinhos. O meu seria algo daqueles pré-históricos, difícil de ser quebrado, rústico. Espero que o UFC me dê um de presente também, porque estou pronto pra quebrar esse dele e resgatar o meu.

Desejo de seguir no peso-mosca

– Tem caras bons nesta categoria, eles só têm que aprender a vender luta. O Pantoja precisa fazer mais zoada. O Kai Kara-France fez um trash talk muito bom nessa luta com o Cody Garbrandt. O Garbrandt infelizmente não venceu, é um cara que venderia muito se lutasse comigo. Mas não sei se o cara vai continuar na categoria, acho muito sacrificante pra ele. Quero lutar com os melhores e contra os caras que saibam vender luta.

Relação com Jon Jones

– Eu não treinei com Jones, mas fiquei muito feliz num dia que cheguei e o (Eric) Albarracin disse, “O Jones está chegando aí e quer te ver treinar”. Isso me deu uma emoção, me deu uma motivada. O cara é fenômeno demais, defendeu o título por muito tempo, super atleta. Não sei por que algumas coisas aconteceram, mas conhecendo ele pessoalmente, é um cara super do bem, e tenho certeza que, se lutar na categoria de cima, é sem igual e vai pegar o cinturão.

– Ele está gigante. Ele pediu para eu bater aquela foto eu dando mata-leão nele. Eu não entendi, mas achei massa, até porque sou fã do cara! Ele falou “Figgy”, alguma coisa sobre foto, e eu falei, “Peraí, eu que tenho que pedir pra bater foto com você, cara! Sou teu fã demais! Não tô entendendo!” Aí pegaram a câmera e ele disse, “Quero que você suba nas minhas costas e anaconda choke”, alguma coisa assim que ele fala! Aí eu fiquei cheio de felicidade! Sei que pra escalar e chegar no pescoço dele, demorou um dia e meio, o cara é grande demais (risos).

Previsão para a luta

– Eu quero o mais rápido possível sair desse octógono. Acho que a gente consegue resolver essa luta em três rounds.

Serviço do UFC 270
Nesta quinta-feira, o SporTV 3 e o Combate mostram ao vivo a coletiva do UFC 270, a partir de 18h (de Brasília). Na sexta-feira será a vez da pesagem cerimonial na Califórnia, a partir de 18h30 (de Brasília), também na tela do SporTV 3 e do Combate. No sábado, o UFC ganha as telas do Combate, do SporTV 3 e do Combate.com a partir de 20h com o “Aquecimento Combate”, e os três exibem as duas primeiras lutas ao vivo a partir de 20h30 (de Brasília). Depois, com exclusividade, o Combate mostra todo o restante do card e o site acompanha todo o evento em Tempo Real.

UFC 270
22 de janeiro de 2022, em Anaheim (EUA)
CARD PRINCIPAL (0h, horário de Brasília):
Peso-pesado: Francis Ngannou x Cyril Gane
Peso-mosca: Brandon Moreno x Deiveson Figueiredo
Peso-meio-médio: Michel Pereira x André Fialho
Peso-galo: Cody Stamann x Said Nurmagomedov
Peso-médio: Rodolfo Vieira x Wellington Turman
CARD PRELIMINAR (20h, horário de Brasília):
Peso-pena: Ilia Topuria x Charles Jourdain
Peso-galo: Raoni Barcelos x Victor Henry
Peso-médio: Michael Morales x Trevin Giles
Peso-meio-médio: Jack della Maddalena x Pete Rodriguez
Peso-galo: Tony Gravely x Saimon Oliveira
Peso-palha: Silvana Juarez x Vanessa Demopoulos
Peso-leve: Matt Frevola x Genaro Valdez
Peso-palha: Kay Hansen x Jasmine Jasudavicius

Fonte: Globo Esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *