- Esportes

F1: Alonso diz que Alpine está “em melhor forma” para 2022

Bicampeão da Fórmula 1, Fernando Alonso se prepara para mais uma temporada na principal categoria do automobilismo. O espanhol acredita que vai ter melhores chances em 2022 depois de acabar em 10º lugar no ano passado. O piloto vê a sua equipe, a Alpine, com melhor estrutura, em condições de se aproximar das principais escuderias do grid.

– Obviamente, com experiência trabalhando para diferentes equipes, pude ver algumas coisas que éramos fracos, outras áreas éramos muito fortes. Você tenta sempre tornar a equipe cada vez mais forte e mais preparada para 2022. Acho que estamos em melhor forma agora do que estávamos em março (de 2021), no Bahrein, (estreia da temporada) mas ainda tenho algumas coisas que teremos de consertar – disse Alonso.

O bicampeão mundial conseguiu um terceiro lugar no GP do Catar do ano passado. A Alpine ainda conquistou um pódio com a vitória de Esteban Ocon no GP da Hungria – o francês foi o 11º do campeonato. Para a equipe quinta colocada em 2021 se aproximar das líderes do grid, Alonso acredita que é preciso trabalhar no motor do carro.

– Precisamos com certeza diminuir a diferença no motor, é por isso que existe esse novo projeto, também precisamos diminuir a diferença no desempenho aerodinâmico. É difícil saber qual é a diferença, então no momento há apenas esperanças, mas entendo que essas esperanças são para todos. Não é apenas para nós, e é um território completamente desconhecido o que encontraremos este ano – disse o espanhol.

A Alpine trocou importantes peças na gerência da equipe. No entanto, o principal ganho da equipe nesta temporada é o novo teto salarial da Fórmula 1, que limitou o orçamento de Mercedes, RBR e Ferrari de US$ 145 milhões para US$ 140 milhões (mais de R$ 750 milhões).

– O teto orçamentário deve ajudar porque não há orçamento ilimitado para as equipes de ponta. Agora é mais ou menos o mesmo orçamento para todos e cabe a nós fazer um bom carro. Se não fizermos isso, aprenderemos com nossos erros. Mas não há mais “temos menos orçamento” ou “temos menos recursos” ou “eles estão usando dois túneis de vento”. Não há mais essas coisas. Então, depende de nós – disse Alonso.

Fonte: Divulgação


There is no ads to display, Please add some

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *