- Esportes

Vantagem do Palmeiras contra Cerro na Libertadores só foi invertida duas vezes

Desde que derrotou o Cerro Porteño por 2 a 0, em Assunção, o técnico do Palmeiras tem feito questão de advertir que o fato de poder até perder em São Paulo, às 21h45 (de Brasília) desta quinta-feira, não significa que a classificação às quartas de final da Libertadores já esteja assegurada.

Felipão tem razão em partes: é claro que a vaga não está garantida. Mas o histórico no torneio sul-americano mostra que se trata de uma grande vantagem.

Em fases de mata-mata, foram 31 duelos em que o mandante do primeiro jogo perdeu por dois ou mais gols de diferença. Em apenas duas vezes essa situação foi revertida na partida fora de casa.

Nas oitavas de final de 2008, o Flamengo venceu o América por 4 a 2, no México, e perdeu a vaga dentro do Maracanã ao ser derrotado por 3 a 0. Em 2017, depois de bater o Deportivo Capiatá por 3 a 1, no Paraguai, o Universitario foi eliminado no Peru com uma derrota por 3 a 0.

O Palmeiras pode perder por um gol de diferença (1 a 0, 2 a 1, 3 a 2, 4 a 3…) para avançar à fase seguinte. Se o time paraguaio devolver os 2 a 0, a classificação será decidida nos pênaltis.

– Tem de ter calma. Meu torcedor que não se deixe empolgar pela imprensa. A imprensa que é empolgada por 2 a 0, meu time não – disse o treinador, no último domingo, depois do empate por 0 a 0 com o Internacional, o nono jogo consecutivo da equipe sem sofrer gol.

O vencedor deste confronto vai enfrentar Colo-Colo ou Corinthians nas quartas de final. Os chilenos venceram o primeiro jogo por 1 a 0, em Santiago.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *