- Famosos

Reta final de ‘O Tempo Não Para’: Eliseu depõe e ajuda Samuca a retomar empresa

Nos últimos capítulos da novela das sete, Eliseu (Milton Gonçalves) depõe a favor de Samuca (Nicolas Prattes) e ajuda o mocinho a ter de volta a Samvita. A essa altura, Livaldo (Nelson Freitas) já terá retirado o processo contra o próprio filho, que verá a empresa escapar de ser dinamitada por um triz a mando de Lúcio (João Baldasserini). ‘A Samvita é nossa de novo!’, comemora o mocinho.

Samuca (Nicolas Prattes) vai dar a volta por cima a reta final da novela “O Tempo Não Para” e recuperar a sua empresa, a Samvita. O início da redenção do mocinho começa quando seu pai, Livaldo (Nelson Freitas), retira o processo contra ele. As cenas vão ao ar a partir da semana que vem, nos últimos capítulos da trama das sete, que chega ao fim dia 28. Quem antecipa é o portal “Observatório da Televisão”. Para recuperar sua empresa, o marido de Marocas (Juliana Paiva), por quem vem sendo sustentado, terá a ajuda de Eliseu (Milton Gonçalves), melhor amigo de seu sogro, dom Sabino (Edson Celulari).

DEPOIMENTO DE ELISEU PREOCUPA BETINA: ‘APELANDO’
O carroceiro é convocado para depor no tribunal e anunciado por Vanda (Lucy Ramos), de quem Mariacarla (Regiane Alves) terá dado uma bofetada ao ser humilhada. “Meritíssimo… Eu gostaria de pedir agora o testemunho de um morador da Freguesia… Ele sabe o impacto que a Samvita teve e tem na vida de todos que vivem ali… O Senhor Eliseu Emerenciano”, diz a advogada. Quem não vai gostar nada é Betina (Cleo). “Eles tão apelando, Mariacarla… Já vi esse filme antes”, comenta a assassina de Emílio (João Baldasserini). Enquanto isso, o juiz autoriza o avô de Paulina (Carol Macedo) a falar: “Por favor, senhor Eliseu… A palavra é sua”. “Doutor Juiz… sou um homem de poucas letras… Eu mais vivi do que li e aprendi nos bancos da escola… O que sei, tirei da experiência de vida e dos encontros que tive pelo caminho, com pessoas maravilhosas… como a senhora Carmen, o seu filho Samuel e o meu bom amigo Dom Sabino”, inicia Eliseu.

ELISEU SE EMOCIONA AO DEFENDER EMPRESA DE SAMUCA
Em seguida, o carroceiro cita a importância para a comunidade da empresa de Samuca, prestes a ser implodida por Lúcio (João Baldasserini). “Antes da Samvita, a Freguesia não tinha metade do movimento que tem hoje… Essa empresa é a energia do nosso bairro… A Samvita trouxe trabalho e esperança pra muita gente… Nos meus dias como catador, eu pude ver essas mudanças de perto, nas melhorias das ruas do bairro, no sorriso das pessoas…”, acrescenta o senhor. Em sua palavra, o pai de Lalá (Micael ) se sensibiliza. “Na minha existência, que já é longa, perdi muita gente. E do mesmo jeito que pessoas não morrem até que o último vivente se lembre delas, uma ideia, como a que move essa empresa… nunca deve e nem vai se apagar! A Samvita não pode morrer! A Samvita, doutor juiz, não discrimina… ela emprega e dá oportunidade a seres humanos de todas as raças, gêneros, idades, crenças… Essa empresa, doutor, é como o Brasil que eu sonho todo dia… Por isso, ela não pode fechar”, continua. O depoimento de Eliseu acaba sendo fundamental para a decisão do juiz. Ele dá ganho de causa para o filho de Carmen (Christiane Torloni). “Pessoal… A Samvita é nossa de novo!”, comemora o empreendedor ao lado dos seus funcionários.

Fonte: Divulgação


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *