- Polícia

Mecânico preso suspeito matar ex-esposa que brigava na justiça pela guarda da filha

O suspeito de matar a ex-esposa, que travava disputa judicial pela guarda da filha do casal, foi preso pela Polícia Civil, nessa quarta-feira (17), na Zona de Manaus. O mecânico Kleber Silva de Melo, de 28 anos, teria sido autor dos tiros que mataram a manicure Joyciline Lima Feitosa, de 27 anos, no último dia 28 de setembro. A vítima foi monitorada por três pessoas antes de ser baleada, quando chegava em casa, no bairro São Jorge, na Zona Oeste.

Os investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) contam que Kleber Melo foi preso na residência onde mora, na rua Belo Horizonte, no bairro Compensa. Os policiais civis cumpriram mandado de prisão preventiva. O mecânico foi apresentado em coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira (18) e a polícia revelou detalhes das investigações.

Segundo o delegado Orlando Amaral, titular da DEHS, a polícia conseguiu identificar o suspeito com base em relatos de testemunhas, de pessoas que estavam nas proximidades do local do crime e no salão onde vítima trabalhava.

“Ela foi monitorada quase todo o dia 28 e, por volta das 21h30, ela foi seguida por uma motocicleta com duas pessoas. Foi colocada, inclusive, uma mulher desde de manhã para monitorá-la. Essa mulher chegou a entrar no salão para tentar fazer as unhas com a própria vítima. Chegou dizer que estava ocupada, saiu e voltou novamente. Ela chegou pegar o telefone da vítima e passou a ligar para ela de um orelhão [telefone público], justamente para monitorar a saída da vítima. O Kleber também esteve no local conversando com essa dupla na moto e foi reconhecido por uma pessoa que trabalha em outro salão próximo. Não reconheceu por fotos, reconheceu por porque conhece ele, inclusive o Kleber chegou a cumprimentar essa testemunha”, revelou o delegado.

Para a polícia, a vítima foi seguida desde salão de beleza onde trabalhava, no Lírio do Vale, até a rua Castro Alves, no São Jorge. A manicure foi surpreendida por dois homens em uma moto, após desembarcar de carro de transporte de aplicativo privado. Um deles fez os disparos de três tiros que atingiram rosto e corpo. Joyciline Lima foi levada para um hospital da capital e morreu minutos depois.

“Com medo, ela saiu do salão. Chegando em casa, assim que ela desceu, foi abordada por dois elementos que estavam em uma motocicleta. No local, uma pessoa, que estava sentada bem ao lado, garante que o passageiro da garupa que efetuou o disparo, embora estivesse de capacete, estava com viseira levantada e esse atirador é o próprio Kleber. Por tudo que foi ouvido, não resta dúvida da participação dele nesse crime”, afirmou o delegado Orlando Amaral.

De acordo com a polícia, a manicure já tinha medida protetiva contra o marido e recebia ameaças. A manicure e o mecânico têm uma filha de 7 anos. Os dois travavam uma disputa na Justiça do Amazonas pela guarda da menina e pagamento de pensão alimentícia.

“Ele vivia ameaçando, ela tinha medida protetiva. Ela se mudou várias vezes da sua residência em virtude das ameaças que ele fazia, dizia que daria tiros na cara dela e tudo isso decorrente de uma briga judicial por conta de uma filha que o casal tem. Existe essa questão da briga pela guarda e também da pensão”, disse o delegado.

Kleber Melo foi indiciado por homicídio qualificado e será encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM). Ele nega o crime e afirma que inocência será provada em juízo.

“Eu que entrei na justiça pedindo a guarda porque o padrasto dela estava judiando da minha filha. Não tenho nada de pensão atrasada e tenho todos os recibos de pagamento assinados por ela. Eu amo minha filha, ela é tudo para mim”, declarou o mecânico.

A Polícia Civil continuará com as investigações para identificar a mulher e o homem suspeito de dar apoio no assassinato da manicure.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *