- Polícia

Um mês e meio depois, turista que perdeu bolsa com quase dois mil dólares em aeroporto recupera dinheiro

No final de novembro de 2018, um maranhense, de passagem por Manaus e com destino a Cancun, no México, perdeu uma necessaire com U$ 1.970 no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. Depois de quase dois meses de investigação de, a Polícia Civil conseguiu devolver o dinheiro ao turista. Eduardo César, depois de perder o dinheiro, chegou a desmarcar a viagem.

A investigação foi comandada pela Delegacia Especializada em Crimes contra o Turista (DECCT). A bolsa com o dinheiro, segundo os policiais, foi esquecida pelo passageiro no aeroporto no dia 21 de novembro. Além de dinheiro, a nécessaire tinha objetos pessoais do maranhense.

“Assim que o passageiro notou que não estava mais com o objeto, ele nos procurou e formalizou a ocorrência. Iniciamos as diligências em torno do caso e, ao visualizarmos as imagens captadas por câmeras instaladas no aeroporto, identificamos que uma mulher, ao chegar ao lugar, pegou o carrinho onde estava o objeto perdido e, logo após verificar o que havia dentro da nécessaire, ficou com a bolsa e seguiu para casa, em um táxi”, explicou o delegado Antônio Cláudio Teixeira, titular da unidade policial, que coordenou as investigações.

Logo após identificar a pessoa que estava com o objeto, a equipe da DECCT entrou em contato com a empresa responsável pelo translado da passageira e chegou até o endereço. Isso, no dia 26 de dezembro. No lugar, a mulher informou que esteve no aeroporto para viajar, mas que o voo dela havia sido cancelado e que, por isso, retornou para casa após encontrar o dinheiro.

Quase dois meses depois, o maranhense Eduardo César conseguiu retornar a Manaus apenas e fez o recebeu a bolsa com o valor integral que tinha perdido.

“Ela já tinha, inclusive, usado parte dos dólares de Eduardo César, que precisou desmarcar a viagem que faria a Cancun, no México, porque havia perdido o dinheiro. Quando entramos em contato com ele e informamos que havíamos recuperado a nécessaire e que a mulher teve o prazo de 24 horas para levantar toda a quantia que estava na bolsa, o passageiro ficou bastante surpreso, pois estava desacreditado que teria o dinheiro devolvido. A retirada do bem só aconteceu nesta quarta-feira porque foi a data que ele pode retornar a Manaus para reaver o objeto”, concluiu Teixeira.

Fonte: Divulgação


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *