- Política

Marco Aurélio diz que depoimento por escrito é gesto de respeito a Bolsonaro

O ministro Marco Aurélio, do STF (Supremo Tribunal Federal), afirmou nessa 5ª feira (24.set.2020) que autorizar o depoimento por escrito é 1 gesto de respeito ao presidente Jair Bolsonaro. O magistrado é relator do inquérito que investiga a suposta interferência do presidente na Polícia Federal. Assumiu o caso depois de o ministro Celso de Mello entrar de licença médica.

“Seria por parte do Judiciário 1 reconhecimento do nosso direito. E seria uma deferência ao presidente. É o diálogo, a harmonia que a Constituição reclama entre os Poderes. Independência e harmonia, cada qual atuando em sua área. Eu acho que é hora de nós nos compenetrarmos que devemos somar forças para buscar melhores dias”, afirmou Marco Aurélio em entrevista à CNN Brasil.

O ministro votou em favor de Bolsonaro, contrariando decisão anterior do STF. Celso de Mello negou, em 11 de setembro, o pedido de Bolsonaro, argumentando que o voto por escrito só poderia ser permitido aos chefes dos Poderes da República que figurem como testemunhas ou vítimas, o que não é o caso do presidente.

Marco Aurélio, no entanto, disse entender que é inadmissível o “critério de 2 pesos e duas medidas” em 1 Estado de Direito. “Provejo o recurso interposto e reconheço a possibilidade de o Presidente da República, seja como testemunha, seja como envolvido em inquérito ou ação penal, manifestar-se por escrito”, escreveu o ministro no relatório apresentado nessa 5ª (24.set). Eis a íntegra (226 KB).

À CNN Brasil, o ministro negou que seu voto tenha causado mal-estar. “Nós respeitamos muito a posição assumida pelo colega [Celso de Mello]. Mas o colegiado é 1 somatório de forças distintas. Não existe o não me toque”, afirmou.

“Disseram que o ministro Celso de Mello teria 1 desgaste. Não houve desgaste. Eu, por exemplo, cansei de ficar vencido sozinho. Nunca me senti desgastado. Isso é fake”, completou.

Fonte: Msn


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *