- Últimas Notícias

Em um ano, Centro Integrado de Proteção e Defesa da Pessoa Idosa registra aumento de 58% no número de atendimentos

O Centro Integrado de Proteção e Defesa da Pessoa Idosa (Cipdi) da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) encerrou o mês de outubro com 3.780 atendimentos desde janeiro de 2020. O número representa um aumento de 58% em relação a todo o ano de 2019, quando foram registrados 2.385 atendimentos. O local trabalha com idosos em situação de vulnerabilidade social.

O Cipdi está ligado à Secretaria Executiva Adjunta dos Direitos da Pessoa Idosa (Seadpi), localizado na rua do Comércio, s/nº, bairro Parque 10, zona centro-sul de Manaus. O Centro funciona ao lado da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Idoso (DECCI).

Conforme dados de janeiro a outubro de 2020, foram 1.779 atendimentos realizados pela equipe psicossocial. Somam-se 1.595 encaminhamentos para a rede de proteção, sendo os órgãos mais frequentes a Delegacia do Idoso e o Núcleo Especial de Atendimento à Pessoa Idosa (Neapi), da Defensoria Pública do Estado (DPE). Além disso, o Cipdi fez 119 mediações de conflitos com familiares de idosos, 212 visitas executadas por equipe de Psicologia e Assistência Social, 48 visitas técnicas e 27 avaliações psicológicas.

O secretário William Abreu, titular da Sejusc, reforça que o Cidpi é um espaço de grande importância, principalmente para contabilizar a demanda amazonense para a formulação do Plano Estadual de Políticas Públicas para a Pessoa Idosa. O plano está em fase de tramitação e deve ser lançado oficialmente em 2021.

A psicóloga do Cipdi, Thaline Lima, explica que a procura pelo Centro pode acontecer de forma espontânea, identificando qual a queixa daquela pessoa idosa e os encaminhamentos necessários.

“O idoso, quando procura o Cipdi, está em busca de garantir os direitos ou se informar sobre quais direitos estão sendo violados. O conhecimento técnico tem importância de identificar se a demanda é familiar, se há indícios de violência, dependência funcional, entre outros. Esperamos que essa pessoa idosa compreenda que ela não será objeto de qualquer tipo de negligência, violência ou nenhum tipo de crueldade e opressão”, explicou.

Idosos – Conforme o Censo mais recente, com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2018, o Brasil atingiu a marca de 29,6 milhões de idosos, sendo o total correspondente ao Amazonas de 308 mil. A população idosa passou de 5,2% do total de habitantes, em 2004, para 7,7% em 2012, número que leva o Estado a ser o terceiro da região Norte em percentual de idosos, depois do Pará (8,5%) e Rondônia (7,8%).

Fonte: Divulgação


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *