- Últimas Notícias

Prefeitura de Manaus registra mais de 90 ocorrências durante fortes chuvas

Com as fortes chuvas ocorridas na cidade na manhã desta segunda-feira, 17/1, a Prefeitura de Manaus, por meio da Casa Militar (Defesa Civil) e do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), registrou 96 ocorrências causadas pelo fenômeno natural. As pastas atuam em parceria com o Centro de Cooperação da Cidade (CCC). A maior causa de atendimentos foram os alagamentos, somando mais de 35 registros pela Central 199.

Segundo o superintendente do Centro de Cooperação da Cidade, Sandro Diz, a integração entre os órgãos é essencial para os atendimentos. “A cooperação e a integração entre as pastas que atuam em casos de crise têm sido importantes, para garantir uma resposta mais célere da prefeitura para a população. Hoje os principais serviços trabalham juntos no mesmo prédio, que é o CCC, para garantir que nenhuma ocorrência fique de fora”, destacou.

De acordo com informações repassadas pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) choveu, nesta manhã, aproximadamente 80 milímetros, com maior índice pluviométrico na zona Norte da capital.

“Desde a madrugada nossas equipes estão em alerta, com mais de 60 ocorrências registradas somente na Defesa Civil. Por determinação do prefeito David Almeida, estamos atuando em conjunto com as demais pastas de atendimento imediato, para que possamos dar o suporte do poder municipal às famílias afetadas pelas chuvas”, enfatizou o secretário da Casa Militar, William Dias.

Entre as ocorrências registradas de deslizamentos, dois tiveram vítimas fatais, ambas na zona Norte, sendo uma no bairro Cidade Nova e outra na comunidade Fazendinha. A Defesa Civil esteve no local atuando em conjunto com o Corpo de Bombeiros do Amazonas, que realizou a retirada das vítimas.

“A Defesa Civil atua na avaliação de risco dessas áreas afetadas pelos fenômenos naturais. Estivemos atuando juntamente com o Corpo de Bombeiro nos locais de soterramento, analisando os riscos das casas próximas e o atendimento às famílias, juntamente com a Secretaria da Mulher, Assistência Social e Cidadania, a Semasc, para que possamos atendê-los da melhor forma possível”, ressaltou o secretário executivo da Defesa Civil, coronel Fernando Junior.

As famílias também estão sendo atendidas pela equipe de serviço social e psicológico da Casa Militar, para que possam ter a rede de apoio social da prefeitura.

Trânsito

O sistema de monitoramento de trânsito e transporte, que atua 24 horas no CCC, registrou, durante as fortes chuvas, mais de 28 episódios, sendo seis de acidentes com danos materiais e dois com vítimas lesionadas e um com uma vítima fatal, na avenida Noel Nutels, onde um ciclista colidiu com um poste. Segundo o supervisor de trânsito José Roberto Veloso, aproximadamente 130 agentes atuaram em toda a cidade.

“As ocorrências enviadas para o nosso 0800 passam por triagem pela equipe de monitoramento, que direciona os agentes de rua. Quando se tem chuvas tão intensas como as de hoje, o tempo de resposta diminui, já que as motos ficam impossibilitadas de prestar atendimento e apenas as viaturas de quatro rodas fazem o deslocamento. Temos um total de 350 agentes, que se dividem em quatro turnos, permitindo que a cidade seja acompanhada 24 horas por dia”, assegurou.

Fonte: Divulgação / Semcom


There is no ads to display, Please add some

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *