- Últimas Notícias

Interior do Amazonas começa a receber concentradores de oxigênio doados ao Estado

Municípios do interior do Amazonas começaram a receber, nesta terça-feira (16/02), os concentradores de oxigênio doados pela ONG norte-americana Direct Relief, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema). Ao todo, os equipamentos já foram entregues para 14 municípios.

Os equipamentos foram recebidos por representantes das Prefeituras e Secretarias Municipais de Saúde de Alvarães, Anori, Benjamin Constant, Borba, Canutama, Codajás, Iranduba, Japurá, Juruá, Lábrea, Nhamundá, Parintins, Presidente Figueiredo e Humaitá.

Neste primeiro dia de entregas, quatro dos concentradores seguiram para o município de Lábrea. O prefeito do município, Gean Barros, contou que os concentradores vão aumentar a capacidade de atendimento do hospital principal da cidade, para dar assistência também a municípios vizinhos e comunidades de entorno.

“Nós temos o hospital regional de Lábrea, que dá assistência para o município e também para Canutama e municípios das proximidades. Em nome de toda a população de Lábrea, nós temos muito a agradecer essa iniciativa, junto com os parceiros, que estão disponibilizando esses concentradores, que muito vão contribuir com as nossas ações de atendimento para a população”, completou.

Segundo o secretário da Sema, Eduardo Taveira, chegará a 45 o número total de municípios a serem beneficiados. “Nós temos mais entregas para serem realizadas ao longo da semana. A dinâmica de distribuição obedece a um planejamento feito pela Secretaria de Saúde (SES-AM), analisando a capacidade dos hospitais para receber o equipamento e também a demanda do município, a partir do acompanhamento permanente de casos feito pelo Governo do Estado”, pontuou.

A secretária executiva adjunta de Descentralização e Regionalização Assistencial do Interior do Estado do Amazonas, Rita Almeida, explicou que os concentradores são capazes de suprir uma possível demanda extra de oxigênio nos municípios mais distantes da capital.

“Com a distribuição dos concentradores nós conseguimos manter uma pessoa que necessita do aporte de oxigênio, sem a necessidade do cilindro, que tem toda a dificuldade de logística de transporte. Os concentradores vão ajudar de grande maneira para garantir realmente o abastecimento do interior”, informou.

O envio dos concentradores para o Amazonas é resultado de um pedido de apoio à comunidade internacional, enviado pelo Governo do Amazonas em carta aberta no dia 25 de janeiro, por meio da Força-Tarefa dos Governadores para Clima e Florestas (GCFTF).

Sediada na Califórnia, a ONG Direct Relief, atendeu ao apelo e doou U$ 530 mil (cerca de R$ 2,8 milhões) para auxiliar o Amazonas no combate à Covid-19. A partir da doação, a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) foi escolhida como gestora dos recursos e responsável pela aquisição dos concentradores.

De acordo com superintendente de desenvolvimento sustentável de comunidades da FAS, Valcleia Solidade, mais aquisições ainda vão ser feitas para dar suporte às ações de enfrentamento à Covid-19 no interior. “Vamos adquirir mais concentradores e também EPIs para auxiliar profissionais da saúde para que, da mesma forma, a gente continue apoiando o Estado, junto com os demais parceiros, nesse momento que estamos vivendo”, disse.

Fonte: Divulgação/Sema


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *